Distensões Musculares

As lesões musculares podem ser entendidas como qualquer alteração que promova um mau

funcionamento do músculo, seja ela morfológica ou histoquímica.

As lesões musculares ou distensão muscular são aquelas onde há ruptura de fibras musculares, na junção músculo-tendineo, no tendão ou na inserção óssea de uma unidade músculo-

tendineo .

Existem varias classificações para estabelecer o nível das lesões musculares.

Distensão muscular: Alongamento excessivo, esforço exagerado, uso repetitivo do tecido

mole.

Há três tipos de distensão muscular:

Grau 1 – A mais comum, normalmente ocorre um rompimento de algumas fibras musculares, dor localizada não é intensa e permite à continuidade das atividades, ela se intensifica no dia

seguinte, quando o corpo esfria. Pouco edema e hemorragia.

 

Grau 2 – Ocorre o rompimento de uma maior quantidade de fibras. Durante o exercício há

uma sensação de fisgada, de algo ―rasgado, o que realmente ocorre. Não é possível continuar a atividade em função da dor causada. Hemorragia moderada e processo inflamatório local.

Grau 3 – Há uma ruptura completa do músculo. É a mais incomum a dor é muito intensa, o edema e o hematoma são visíveis, a lesão é palpável e o tratamento geralmente é cirúrgico.

 

A lesão muscular não é privilégio apenas de atletas. Pode acontecer com qualquer pessoa, em qualquer lugar, durante a realização de tarefas rotineiras. A distensão muscular ocorre quando um músculo é submetido a um esforço abrupto que rompendo algumas ou muitas fibras musculares bem como os vasos sanguíneos que as irrigam, dando origem a um hematoma acompanhado de inflamação local.

Tratamento

A Fisioterapia na fase inicial (aguda), consiste na utilização de equipamentos e técnicas que aceleram o processo cicatricial da lesão e manutenção da elasticidade muscular, em seguida (após 06 dias de lesão),  treinamento isométrico  é iniciado sem o uso de carga e evoluindo para exercícios com cargas progressivas. Especial atenção deve ser tomada para garantir que todos os exercícios isométricos sejam realizados sem dor. Em seguida evolui para Treinamento isotônico pode ser iniciado quando o treino isométrico for realizado sem dor com cargas resistidas.

Técnicas Utilizadas:

  • EPI  – Eletrólise Percutânea Intratissular –

https://fisioclin.com/epi-eletrolise-percutanea-intratissular/

  • Laser
  • Exercícios para ganho de força e orientação das fibras durante o processo cicatricial
  • Exercícios para ganho de flexibilidadade
  • Exercícios funcionais

Este artigo foi relevante para você?

Nossos fisioterapeutas estão prontos para tirar as suas dúvidas, use o Whatsapp para perguntar o que quiser sobre o seu diagnóstico.

Clique acima para abrir o Whatsapp agora!

Compartilhe com seus amigos:

Comentários

Av. Santos Dumont, 744, Jundiaí • Anápolis, GO​

Fisioclin © 2018 • Feito com Pyqui